Concurso Cultural – VI Semana de Têxtil e Moda USP

Deixe um comentário

setembro 18, 2012 · 10:14 pm

Saias Masculinas

Esse é o Jeff Pacheco, do primeiro ano de TM. No dia dessa foto, além dele ter encarado o frio com as pernas descobertas, encarou também os olhares curiosos de quem o viu usando um modelo de saia semelhante ao kilt escocês.

Homens de saia, sim ou não?

Pra mim é sim, definitivamente.

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

Corra, Calouro, Corra!

A FUVEST já abriu as inscrições para o vestibular 2013. As inscrições poderão ser feitas pelo site até 10 de setembro. Não se esqueça de efetuar o pagamento da taxa de inscrição (R$ 130!).
 

Datas e Dados:
Primeira Fase – 25 de novembro/2012: a prova será composta por 90 questões de múltipla escolha das seguinte matérias: português, história, geografia, matemática, física, química, biologia e inglês.

Segunda Fase – de 6 a 8 de janeiro/2013:  O primeiro dia é reservado para uma prova de 10 questões de português e uma redação; no segundo dia, a prova consta com 16 questões sobre história, geografia, matemática, física, química, biologia e inglês; no terceiro dia, a prova é composta por 12 questões de matemática e história. Todas as questões desta fase são dissertativas.

Número de Vagas Oferecidas: 60
Número de Inscritos no Último Vestibular: 815
Relação Candidato/Vaga no Último Vestibular: 13,58
Nota de Corte no Último Vestibular: 45

Você encontra mais informações sobre a prova no site da FUVEST. Caso queira saber mais, você também pode deixar seu comentário aqui ou falar com um de nós pelo facebook, não se acanhe, estamos sempre dispostos a ajudar e somos muito legais (é sério)!
Enfim, continuem se dedicando aos estudos, falta pouco e vale muito a pena!

2 Comentários

Arquivado em Eventos, USP

Inspiramais Inverno 2013 – Parte III

Finalmente, o último post da série dos conceitos apresentados no Inspiramais inverno 2013! :))

CONCEITO 3 – Únicos e incomuns

O conceito que está no topo da pirâmide de consumo, representando as propostas mais experimentais, tem como palavra-chave as Camadas.
Walter pontua alguns trabalhos que exemplificam essas camadas, como o do artista dinamarquês Olafur Eliasson na sua The Blind Movement, de 2010. Aqui, a neblina, junto com a luz e as silhuetas, cria esse efeito de planos sobrepostos.

Seguindo essa mesma linha, os trabalhos da coreana Minjung Kim e do Studio Pepe Heykoop, da Holanda, também traduzem de formas bem interessantes a questão das camadas e da sobreposição. Vale MUITO a pena ver mais do que esses artistas/grupos fizeram, especialmente os móveis da série Skin, do Studio Pepe.

E continuam as referências às camadas: Lee Jeffries, fotógrafo inglês que se especializou na captura de imagens de idosos, num estilo meio Sebastião Salgado, revelando detalhes incríveis do rosto dessas pessoas; e Jackie Nickerson, com seus registros dos bóias-frias de Botsuana, que remetem bastante ao trabalho de Kawakubo e Yamamoto.

As informações são todas bem “abstratas”, por assim dizer. A proposta do evento é estimular a criatividade através de referências coletadas por diversos meios, construindo assim um novo pensamento para os criadores e designers. Todos os trabalhos apresentados são muito bacanas, então é legal dar uma espiada nesses nomes e conhecer mais a fundo os que te interessaram.

Deixe um comentário

Arquivado em Arte, Eventos, Moda, São Paulo, Têxtil

Inspiramais Inverno 2013 – Parte II

Continuando a série de posts sobre o Inspiramais Inverno 2013, iniciada aqui.

CONCEITO 2 – Urbanos

Representa os 30% do meio da pirâmide de consumo. A referência maior é, obviamente, a cidade. As obras de Pollock traduzem essa agitação, bem como as fotos de vistas aéreas das metrópoles , que servem de base para estamparia digital.

Por outro lado, há uma busca por humanizar essa metrópole tão fria. O grupo alemão Neozoon realiza intervenções urbanas com materiais naturais, como peles e couros, reproduzindo formas de animais em diversas cidades do mundo, como se dissessem: “os humanos roubaram nosso espaço”.

Outro trabalho muito interessante citado por Walter Rodrigues é o do designer japonês Hiroaki Ohya. Essa série de camisetas, por exemplo, foi feita com base nas formas no nosso alfabeto – algumas delas são praticamente impossíveis de vestir.

Logo mais têm a 3ª e última parte das informações coletadas no Inspiramais!

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos, Moda, São Paulo, Têxtil

Inspiramais Inverno 2013 – Parte I

Quem está acostumado a frequentar palestras e fóruns de macrotendências costuma sair de lá com a cabeça pipocando de informações e idéias. Alguns desses eventos (principalmente os promovidos pelas tecelagens e malharias) são mais “palpáveis”, apresentando um conteúdo mais digerido – fala-se de comprimentos, modelagens, lavagens, cores, etc. O Fórum de Inspirações Inspiramais, promovido duas vezes por ano pela Assintecal (Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos) apresenta um formato um pouco diferente e bem mais interessante. A pesquisa, coordenada pelo estilista Walter Rodrigues, baseia-se na seguinte pirâmide, que representa o todo do mercado.

 – Os 10% do topo representam as idéias puras, as experimentações, as experiências próprias de cada indivíduo que são propostas.
–  Os 30 % correspondem a racionalização do produto. Aqui, as idéias propostas anteriormente são adaptadas à realidade dos processos industriais.
–  E os 60% são as idéias que deram certo, que foram difundidas e que são uma realidade presente no mercado, ou seja, o consumo de massa.

 Podiamos falar bem brevemente de cada um deles pra caber num post só, mas como eu disse, as informações são bem bacanas e merecem ser digeridas de pouco. Vamos seguir a linha proposta no fórum, sem citar traduções dos temas, mas sim citando trabalhos de artistas/estilistas/fotógrafos/etc que representam bem essas referências contemporâneas.

A palavra-chave é Aconchego, que de acordo com a pesquisa, traduz bem o espírito e os desejos do inverno.

CONCEITO 1 – Migrantes

Correspondente aos 60% da base da pirâmide de consumo, esse conceito surgiu de uma fotografia de um rapaz de moletom com capuz e short de surf, tirada por Walter na Bélgica, que segundo ele, é a mistura, o “inverno em cima, verão embaixo”.

Fragmentação é a palavra chave, exemplificada pelos trabalhos da artista plástica Pakayla Biehn e da fotógrafa Kathy Klein. A primeira nos chama a atenção para um trabalho de sobreposição de camadas, em especial na série Double Exposure, enquanto a segunda é conhecida por criar e fotografar mandalas a partir de pétalas caidas das flores.
Outra referência é o mapa, que lembra que a localização é algo muito importante no mundo atual – o ato de fazer check-in em redes sociais, compartilhando o local onde você está,  é um exemplo disso. Uma tradução prática disso é a estampa com essa referência que Herchcovitch usou no seu desfile verão 2013 no Fashion Rio.

Em breve o próximo post com o Conceito 2 do Inspiramais! :))

2 Comentários

Arquivado em Eventos, Moda, São Paulo, Têxtil

T-skirt

T-shirt: se não é a peça de roupa mais versátil do planeta Terra, está próxima disso. É possível transformá-la em qualquer outra peça em 5 minutos. Com uma de de tamanho grande, se faz um vestido. Cortando as mangas, se tem uma regata. Em um bom tecido de algodão, dá pra desenhar, pintar, colar e costurar. E hoje, que tal fazer de uma velha camiseta uma saia nova?

Corte a camiseta de uma lateral à outra, logo abaixo das costuras das mangas, e dispense a parte de cima.

Corte uma tira, que vai ser usada para fechar a saia, ou use para isso qualquer outro tecido, fita, cordão…

Na barra da camiseta, ache o centro e faça um furinho.
Com a ajuda de um grampo, passe a tira por toda a extensão da barra, até o outro lado, e puxe.

Dê um laço na tira, e está feita a saia. A partir daí, você pode encurtá-la ao seu gosto, fazer uma barra, uma aplicação, ou deixar tudo como está.

Ninguém disse que customizar camiseta quer dizer criar apenas uma camiseta customizada (:

Deixe um comentário

Arquivado em customização, Moda